Planta arbustiva xerófita, de crescimento lento que pode atingir 6,0 metros de altura.

Tem aparência semelhante a uma dracena, mas é identificada principalmente pelo tronco dilatado na base, o que lhe deu o apelido popular de pata-de-elefante.

As folhas são estreitas, lineares e longas, formando uma coroa no topo da planta.

As flores surgem somente na idade adulta da planta, são amareladas ou rosadas reunidas em grande panícula.

Pode ser cultivada em todo o país, inclusive no sul.

 

Como plantar a pata de elefante:

Local ensolarado, solo rico em matéria orgânica e muito bem drenado.

Esta planta não tolera solos encharcados nem muito argilosos, desenvolvendo-se melhor em solos arenosos de grande permeabilidade.

Pode ser cultivada em vasos ou em canteiros.